sábado, 24 de setembro de 2011

Sim, precisamos de um milagre

como escreve Pacheco Pereira. E, talvez por não professar nenhuma religião, racionalmente, só posso estar extremamente pessimista, dada a conhecida escassez dos milagres. Já Silva Lopes, por exemplo, é um praticante da matéria e até teve sucesso nela, reconheça-se, há 30 anos atrás. Mas então havia uma coisa chamada "escudo".

1 comentário:

menvp disse...

Os povos em dificuldades... não se podem andar por aí a queixar... porque... «não são filhos de nenhum cabo especialista»!
De facto, há séculos e séculos que é sempre a mesma coisa:
- sempre que um agiota quer 'deitar a luva' aos bens de alguém... o agiota acena com empréstimos... que sabe que não vão conseguir pagar... RESULTADO FINAL: quem foi atrás do aceno de empréstimos (feito pelo agiota) fica na miséria... e o agiota fica com os seus bens!
Hoje em dia, mega-agiotas não se limitam a acenar a famílias... eles acenam a países inteiros!
Um exemplo: não satisfeito com a delapidação do património de alguns países, o mega-agiota George Soros (JORNAL DE NEGÓCIOS, 15 Setembro 2011) afirma: «é preciso um Ministério das Finanças europeu, com poder para decretar impostos e para emitir dívida».
{Resumindo: Pois é, pois é... há que pensar muito muito... antes de... pedir dinheiro emprestado a agiotas!}