domingo, 19 de fevereiro de 2012

Para além do economês

Escreve Pacheco Pereira, no 5º episódio da série TALVEZ NA GRÉCIA FOSSE POSSÍVEL FAZER DE OUTRA MANEIRA:
A grande vantagem hoje de serem os gregos a gerirem a sua própria crise [saindo do euro], é a de travar um nacionalismo anti-europeu e anti-alemão, agravado pelos elefantes europeus que bailam no meio da loja de porcelana. É que este é um factor que dá aos extremistas, de direita e de esquerda, um terreno favorável, muito mais do que a austeridade por si só. Mas, como isto está para lá do economês, os praticantes desta arte ainda pensam que é só a austeridade que mobiliza os gregos. Infelizmente é outra coisa muito diferente e cada vez mais perigosa.
Leitura complementar: Can a return to the drachma save Greece as unemployment soars?

1 comentário:

skeptikos disse...

Não será nunca possível outra alternativa até porque já está tudo planeado, faz tempo:
http://hat4uk.wordpress.com/2012/02/19/greek-d-day-slog-us-source-confirms-wall-st-plans-as-secret-berlin-timetable-emerges/

A Islândia é que fez bem: http://mobile.economico.pt/noticias/divida-da-islandia-ja-nao-e-lixo_138530.html