sábado, 5 de novembro de 2011

Revisitando as forças de bloqueio (2)

Ribeiro e Castro quer travar privatização da RTP.

20 anos depois, o CDS substitui-se ao PS nas "dúvidas" e nos "receios" da liberalização televisiva. Para  Ribeiro e Castro, "é desconhecida a seriedade e a consistência dos interessados" à privatização de um dos canais da RTP, assinalando de resto que "as vozes" do mercado "[e]stão todas contra. Será que estão todas erradas?"

Estou cansado de muita coisa, em particular dos "conservadores" com assumido desvelo pelas "preocupações sociais" e pela "regulação" da concorrência "excessiva".

5 comentários:

Miguel Loureiro disse...

Não será mais cansativo assistir ao ministro formar uma comissão para definir "serviço público" e ter avançado para a privatização, antes até do conhecimento dos resultados? Seriam a favor ou contra?
E o PSD por acaso é de esquerda ou conservador, mesmo?

Eduardo F. disse...

Caro Miguel Loureiro,

Esse cansaço não é meu. Defendo a extinção da televisão pública há pelo menos 25 anos.

Karocha disse...

Claro Eduardo F.

Não é só você!

Miguel Loureiro disse...

Eduardo F.
Eu defendo a nossa televisão, pelo menos por mais 25 anos, com um Serviço Público.

Eduardo F. disse...

Caro Miguel Loureiro,

Defensor acérrimo da diversidade, como me considero, diria que já não nos surpreendemos um ao outro, não acha?