quinta-feira, 22 de março de 2012

Não têm mais nada com que se entreter?

Não sei bem se já há alguma vez por aqui me descaí quanto às minhas preferências clubísticas e ao meu desporto favorito (fiz duas ou três pesquisas no blogue e nada encontrei...). De qualquer modo, assevero-lhes que apodar esta notícia de lamentável não passa de um tremendo eufemismo. O mesmo se diga desta outra a que se refere José Manuel Fernandes. Estas obsessivas chamadas à intervenção de organismos estatais para acorrer à micro-gestão de uma escola, sobretudo de uma escola, diz muito do estado da mais profunda corrupção moral e tentativa de recurso ao poder do Estado para impor aos outros os seus pontos de vista, a que infelizmente muitos se entregam. O que raio confere a um qualquer grupo de burocratas o direito de reger e vigiar os nossos hábitos, vícios ou costumes?

2 comentários:

Anónimo disse...

Boas tardes,

a propósito de burocratas deixo aqui este artigo do mises.org:

http://mises.org/daily/5955/The-Seven-Rules-of-Bureaucracy

J Ramos

Eduardo F. disse...

Caro J Ramos,

Grato pela oportunidade do link.