segunda-feira, 12 de março de 2012

Desemprego dos jovens: uma fotografia do horror na europa do sul

que governos irresponsáveis promoveram activamente anos a fio. Note-se, ao contrário da propaganda papagueada por muitos, que o problema português se vem agravando há mais de 10 anos consecutivos. Este facto deveria ser suficiente para concluir, pelo menos no nosso caso, que não terão sido as políticas "neoliberais"(?) praticadas por outros e cujos efeitos teríamos importado as fautoras de semelhante tragédia. É essencial diminuir, de forma muito agressiva, os encargos que recaem sobre os empregadores e a formação dos salários e, em simultâneo, liberalizar a contratação e o despedimento. Ou seja, se por uma vez,  promovêssemos o emprego e não o seu contrário (como por exemplo, com coisas destas, destas ou destas) não teríamos voltado a existir a um êxodo migratório sem paralelo desde os anos 60 do século passado.

2 comentários:

André Miguel disse...

Meu caro, numa população envelhecida, onde a velhice é um posto, acredita mesmo que os "velhos do restelo" abdicam da sua segurança competindo com jovens muito melhor preparados? Pois...

Eduardo F. disse...

Não acredito nada nesses "velhos". Gostava, porém, de ajudar os "novos" a perceberem qual é, de facto, o seu problema e o que impede a sua resolução...